Semana #2

Quinta completamos duas semanas aqui no Quebec e a experiência de morar em um outro país está sendo bem interessante também no que diz respeito a emoções…. Faz muito tempo que eu e o Wesley estamos juntos e desde que nosso relacionamento iniciou eu sempre soube do interesse dele por outras culturas e idiomas… nosso namoro teve base comigo indo assitir aulas de latim e esperanto com ele em um dos dois únicos dias que tínhamos juntos na semana e também comigo ficando enciumada por ele estar estudando russo pela internet com as russas da vida (era eu querendo atenção no finado MSN e tendo que disputar com as russas, daí já viu né?). Enfim, uns dois anos depois que fomos morar juntos o Wes decidiu incluir mais um idioma na lista dele e decidiu estudar francês, porém a correria do dia a dia e as responsabilidades financeiras o tiraram do curso…alguns anos depois ele conseguiu voltar pro curso mas a nossa mudança para Sorocaba fez ele parar novamente o curso na Casa de Cultura e finalmente no ano passado ele voltou a estudar sozinho com mais empenho tudo isso porque nós estávamos amadurecendo a idéia de vir morar no Quebec. Enfim, para nossa surpresa conseguimos vir morar aqui com uma antecipação de uns 3 a 4 anos em relação aos nossos planos (já falei em outros posts como tudo aconteceu) e por isso eu cheguei no Quebec bastante despreparada em relação ao francês. E agora? Agora eu estou com um sentimento confuso dentro de mim… uma das coisas que eu aorendi nos últimos 6 meses foi que estar prestes a realizar um grande sonho pode potencializar os sentimentos de alegria, tristeza, preocupação e ansiedade de tal forma que até a pessoa voltar a ter esses sentimentos na intensidade “correta” pode demorar um pouquinho. Acho que no momento estou com um deslumbre potencializado e ao mesmo tempo um medo disfarçado de não aprender a me comunicar na velocidade que eu gostaria… mas não, ao mesmo tempo eu não estou com medo por ter chegado aqui em saber falar o básico do básico porque finalmente eu estou dentro do meu sonho e agora só depende de mim. Muito louco né?
Pois bem, nessa segunda semana eu passei um perrengue, pois me perdi e não consegui me comunicar para pedir ajuda. Até então eu não tinha uma linha telefônica pra ligar pro Wesley pra pedir ajuda.
Eu consegui me organizar em relação as compras no supermercado e estou cada vez menos convertendo a moeda, mesmo sendo difícil não ficar lembrando que aquele dinheirinho foi ganho em reais. Eu me inscrevi em outro curso de francês que será todos os dias e acredito que vai me ajudar a evoluir mais rápido. No que eu já estou fazendo (e continuarei) entraram novos alunos e agora me sinto ainda mais rodeada de outras culturas ( são 2 colombianos, 1 espanhol, 2as brasileiras, uma coreana, uma japonesa, 3 iranianos, 1 turco, 1 chines, 1 australiano, 1 paquistanes e outros 2 que não me recordo).
Hoje fui para um centro espírita e prentendo continuar indo todos os sábados. O Wesley já encomendou o computador dele mas infelizmente só chega dia 28 desse mês e eu já não sei mais o que escrever talvez pq meus dedos já estejam doendo por estar teclando do celular.

E é isso, tenho tanta coisa pra falar, fotos pra mostrar, curiosidades pra compartilhar, mas postando pelo celular eu fico na preguiça. Prefiro pegar um ônibus e passear a esmo só para olhar as ruas com as cores do outono e as casinhas bonitinhas.
Ainda não gravei nenhum vídeo…fico no “gravo ou não gravo?” e no fim das contas da uma vergonha e vou deixando pra depois.

Mas o que eu quero mesmo é rechear esse blog com fotos e mais fotos. Vou ficando por aqui…sério, meu dedo vai cair!!!!

Anúncios

6 comentários sobre “Semana #2

  1. Raquel, olha estou aqui acompanhando o blog e digo mais, se vc fizer vídeos vai ser melhor ainda, vai gravando o que der e depois se tiver coragem vc posta. Tanta gente faz isso menina… Cria um canal e vai fazendo vlogs, mostra seu curso, supermercados, tranportes, pontos turísticos,farmácias… Tem muita informação e conteúdo que vc pode falar, principalmente para pessoas que como vcs tem esse sonho. Deixa a vergonha de lado, faz o que vc tem vontade. Grande abraço e felicidades sempre!!

    Curtir

  2. Concordo plenamente com a Érika! Vai gravando tudo o que você tem na cabeça. Se, no final das contas, vc não tiver coragem de postar, pelo menos mais servir de referência e vai te ajudar a não esquecer das coisas pra escrever aqui. Quanto ao francês, vc já sabe minha opinião: a cara de pau é imprescindível.

    Curtir

  3. Oi Raquel!!
    Que legal ver vc. curtindo essa fase de chegada, mesmo com os “perrengues”.Fiquei curiosa para saber como vc. conseguiu resolver quando estava perdida! Esses perrengues acabam se tornando as pedrinhas que edificam nossos caminhos!!

    Bjocas
    Erika

    Curtir

    • Erika, peguei o onibus errado e quando chegou no fim da linha o motorista perguntou onde eu estava indo e eu nao sabia responder…explicar…nada. Dai mostrei o folheto da propaganda do local e ele me explicou meio com mimica que eu fiquei sem saber se havia entendido ou n. Desci do onibus e uma lagrima de desespero tentou descer junto, mas segurei e saih andando , andando, andando…ateh q me recordei de um predio que ja havia passado antes e me localizei. Foi tenso na hora, mas deu certo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s