Sentimentos aleatórios

Eis que 2014 passou e foi um ano tao intenso e tão bagunçado que em muitos momentos sinto que me perdi. Fiquei bestificada com tudo o que estava acontecendo que isso influenciou em outros campos da minha vida. Por exemplo, quando eu falo de mim, Raquel pessoa e não Raquel imigrante eu posso dizer com absoluta certeza que eu me esqueci, me deixei de lado, me deixei de fora da minha própria vida. Não fiz coisas por mim, não segui projetos, não me cuidei, não procurei aprender novas coisas e não fiz coisas que eu gostava e que não envolviam propriamente toda a frenesi do “primeiro ano de imigração” (tirando assistir séries, pois esse sempre foi o meu refugio para qualquer estado de humor, digamos assim).
Eis que o primeiro ano passou e mais do que nunca estou tentando achar um equilíbrio para mim. Quero voltar a escrever sempre no blog, quero sair mais pela cidade, quero fazer coisas que agreguem algo e não simplesmente ver a vida passando. Não estou planejando escrever um livro, não estou planejando virar artista plástica e nem nada fora das minhas limitações… simplesmente quero fazer coisas, preencher meu dia de momentos que me façam bem e que me ajudem a melhorar como pessoa.

Durante a passagem do ano o que eu mais pensava é: evite fazer metas para não gerar frustrações mais na frente. Pessimista que eu sou, sempre acho que não vou conseguir nada do que eu planejo. Mas todo dia mentalmente, mesmo sem querer, eu acabo traçando coisas que eu gostaria de fazer… e nossa, eu gostaria de fazer tantas coisas que nem ouso escrever. Sonho tanto… sonho acordada a ponto de me causar insônia. Antes de dormir a cabeça pira e eu crio todo um filme para a minha vida, com direito a personagens, figurinos e falas. Com direito a enredo, momentos tristes e felizes, crio cenas de superação e etc. Eu gosto da minha vida, amo onde estou, o que estou aprendendo, com quem estou dividindo meus momentos. Até os dramas eu sei valorizar pois me fazem aprender muuuita coisa, mas sonhar é algo que me define…rsrsrs. As vezes tenho raiva pois quero desesperadamente dormir e não consigo parar de pensar… Mas enfim, aprendi com a Xuxa que “Sonhos Sempre Vem Pra Quem Sonhar” rsrsrsrs.

Esses dias eu decidi sair da bolha das séries e voltar a explorar a blogosfera. Encontrei tanta coisa linda e que me deu um fôlego massa. Li blogs de meninas que eu acompanhava a 5, 6 anos atras e ver como estão as coisas para cada uma delas hoje em dia foi algo muito interessante. Quem é adepto a leitura de blogs pessoais sabe do que eu estou falando.
Conheci blogs novos também e me aprofundei em leituras de experiências pessoais, tentei interagir (coisa que não sei fazer com facilidade), me fiz de leitora ouvinte e fiquei feliz. É incrível como a felicidade realmente esta em pequenas coisas. As vezes você nem espera e simplesmente se vê feliz simplesmente em ler.

Falando em felicidade, hoje eu estava explorando o computador e me deparei com fotos do outono passado (estação mais linda da vida) e me senti super privilegiada por poder ver ao vivo e a cores cenários tão bonitos como esses.

DSC_0229
DSC_0079

DSC_0012

DSC_0013

DSC_0025

DSC_0030

DSC_0038

DSC_0040

DSC_0056

DSC_0069

DSC_0090

DSC_0144

Para quem gosta de video, eu tenho uma amiga que fez uma série linda no youtube acompanhando momentos das quatro estaçoes do ano aqui em Quebec. Hoje eu vou colocar aqui um video do outono, olha so:

E o post termina sem eu terminar minhas idéias. Sempre tenho essa sensação doida de que não escrevo nada com nada.

Anúncios

8 comentários sobre “Sentimentos aleatórios

  1. Que privilégio ver esse vídeo q amo tanto anexado a uma descrição tão bonita da busca por si mesma.

    O que mais admiro nas pessoas q se aventuram fora da sua zona de conforto, não é só uma melhora nas suas vidas, mas sim uma melhora de si mesmo, o que mais vale nisso tudo é a busca por si…..muito bacana…..;)

    Bjos

    Curtir

  2. O primeiro passo para realizar, é “querer”…entao esse processo você ja começou.
    Parabéns pelo que ja foi realizado (mesmo quando você nao da muita atençcao a isso) e força para continuar realizando. Que seja no seu ritmo!

    As fotos estao maravilhosas! Ainda que a paisagem ajude (muito), da para ver que sua técnica evoluiu muito (nao que eu entenda como alguém que faça isso como profissa, mas sou admiradora profissa, rsrs!).

    Bjinz e sorte em seu camiho sempre!
    Erika

    Curtir

    • Erika, muito obrigada. Esse primeiro ano foi bem louco, mas sei que realizei mtas coisas, porem esqueci de outras.
      Obrigada pelo elogio das fotos, mas as melhores sao do meu esposo… as minhas sao mais amadoras…ehehehehe

      Bjiiim

      Curtir

  3. Muito bom, Raquel. Já tive momentos em que me deixei levar pela inércia e é estranho tentar lembrar desses momentos pq parece que eles já estão muito distantes ou que eu não estava lá.. rsrs, muito louco. Mais, il faut écrire en français!! Faltaram as traduções. =p Um abraço.

    Curtir

    • Marcella, esse post ta num nivel de frances que nao me pertence. Eh ja era tarde da noite, hihihih…Depois faço a traducao qdo der 😀

      Curtir

  4. Eu sempre tenho dessas fases. Fase de não querer fazer nada e fase de querer fazer tudo. Acho que precisamos disso pra ter um novo olhar sobre as coisas.

    Um beijo,
    Re

    Curtir

    • Tbm acho que precisamos disso pra se reencontrar e tdo mais… So que essa minha fase durou um ano T_T… rsrsrs

      Beeeijo,
      Raquel

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s