E o que eu não sentirei falta do Brasil?

Ja fiz o post do que mais vou sentir saudades aqui no Brasil e como a ansiedade não me deixa fazer mais nada a não ser pensar no Canadá, agora vou escrever sobre algumas coisas que não sentirei falta.
• Falta de educação no trânsito e trânsito intenso: No local onde vou morar eu já li várias coisas a respeito, então estou indo com grandes expectativas. Espero não me decepcionar, mas acredito que não vai ser pior que no lugares pelos quais eu passei.
• Violência: Aqui em Sorocaba, onde moro atualmente, acho minha vida bem mais tranquila e sinto bem menos medo de sair de casa e tirar o celular da bolsa, por exemplo, do que eu sentia quando morava em fortaleza. Infelizmente FortalCity está uma zona de guerra e sinto bastante medo até pela minha família, que ainda vai continuar morando lá por algum tempo.
• Preço abusivos: Muita coisa aqui no Brasil possiu preços absurdos por contas de impostos e mais impostos.
• Ser enganada: Não conto as vezes que fui enganada por alguém aqui no Brasil pelos mais diversos motivos.
• Transporte público: Eu tenho uma relação de ódio e ódio com o transporte público principalmente de Fortaleza. Lá era muito selva subir em um ônibus. Ja fui pisoteada, roubada, empurrada… fora ter que esperar horas por um ônibus e quando o mesmo passa ou o motorista não para por conta do atraso ou você encarna no mutante com super poderes para conseguir subir no ônibus e resistir todo o que vai acontecer até o fim do seu percurso.

Acho que a lista não está completa…provavelmente depois irei lembrar de outros pontos, mas não vou voltar para fazer o update, porem os gerais são esses mesmo. Gerais e que acredito que sejam os “clichês” dos imigrantes.

Status de hoje: ainda na agonia sem fim pela espera do visto.

Anúncios

TPV 2.0 e listinha para FortalCity

Sim, ainda estou de TPV.
Eu tinha grandes esperanças de que nosso visto saísse sexta passada, mas nem saiu e kuén kuén kuén. Queria do fundo do meu coração não criar mais expectativas sobre esse momento…nem sobre a compra das passagens, nem me stressar com o dólar a 2,39 e etc.
Esse fim de semana fomos no sábado de manhã resolver algumas coisas e de tarde fomos eu, Wes, Rafa e JP para o Eldorado assistir Red 2. A Cicília já foi pra Fortalcity esperar o Ravel e o fds foi muito estranho sem a presença dela em Osasco.
O sábado passou super arrastado e eu com uma preguiça enorme de qualquer coisa. No domingo eu e o Wesley fomos mandar mais e mais recados no easyrommate em busca de colocs e achamos uma casa que seria perfeita, mas eles já estão sem vagas… Semana passada o Wes tinha entrado em contato com uma moça através do kijiji se não me engano e ela respondeu que também não tinha mais vagas, mas que ia nos indicar alguns amigos. Enfim, esse amigo entrou em contato conosco ontem e ele também nos pareceu perfeito, porém só tem vaga em novembro 😦
Tô cansando tanto dessa espera. Enquanto o visto não chega eu só fico fazendo listando na minha cabeça as coisas que ainda tem para fazer e as coisas que vou querer fazer quando chegar em Fortaleza.
Em fortal vai ser bem bacana e espero conseguir fazer tudo:

♥ Conversar bastante com minha mãe sobre aleatoriedades;
♥ Comer os deliciosos quitutes da mamis todos os dias;
♥ Me encontrar com as amigas do ensino fundamental;
♥ Me encontrar com os amigos da mecatrônica IFCE;
♥ Me encontrar com os amigos das antigas do IFCE;
♥ Me encontrar com os amigos da UECE;
♥ Comer sushi;
♥ Ir para a praia comer carangueijo;
♥ Ir para a Beira Mar de noite comer camarão;
♥ Ir na casa da Tia Marineide comer macarrão, bife no molho e salada de maionese. E charlote de sobremesa.
♥ Passear uma última vez no North Shopping (apenas pela nostalgia);
♥ Ir no Bebelu e Mini-Kalzone pela última vez;

Por enquanto é só…tenho certeza que a lista vai aumentar quando eu estiver por lá.